TRILHA NO MUSEU EM CEARÁ-MIRIM

TRILHA NO MUSEU EM CEARÁ-MIRIM

quinta-feira, 2 de março de 2017

MUNICÍPIO DE CORONEL JOÃO PESSOA /RN


Resultado de imagem para coronel joão pessoa rn
Coronel João Pessoa é um município brasileiro no interior do estado do Rio Grande do Norte. Localiza-se na região do Alto Oeste Potiguar, bem como na mesorregião do Oeste Potiguar e na microrregião da Serra de São Miguel, a uma distância de 443 quilômetros a oeste da capital do estado, Natal. A população do município em 2010 era de 4 772 habitantes, sendo o 120° município mais populoso do Rio Grande do Norte (em 167 municípios) e o quinto de sua microrregião.
Resultado de imagem para coronel joão pessoa rn

O município foi emancipado de São Miguel na década de 1960. O nome é uma referência a João Pessoa de Albuquerque, potiguar nascido em São Miguel e que já exerceu a função de coronel da guarda nacional, agricultor e negociante, presidente da Intendência (1911-1913) e deputado Constituinte.

A história de Coronel João Pessoa começa muito antes de sua emancipação política, no século XVIII, quando ocorreu a chegada de posseiros cearenses à tromba do elefante, no extremo oeste do Rio Grande do Norte. Essa chegada ao local foi o ponto fundamental para a formação de um pequeno povoado, com a denominação Baixio Nazaré, localizado próximo à Serra do Camará, pertencente ao município de São Miguel.


De acordo com a definição, um baixio é um nome dado a qualquer vazante localizado entre aclives de serras, apresentando um clima com articulações, fazendo com que os solos sejam propícios a qualquer prática de plantação e ricos em umidade. Acredita-se que estes fatores tenham sido o ponto fundamental para o surgimento do povoado. Na década de 1950, o antigo povoado foi transformado em distrito e, alguns anos mais tarde, elevado à categoria de município, desmembrado de São Miguel. O topônimo é uma referência a um potiguar natural de São Miguel, João Pessoa de Albuquerque, que passou muitos anos na política e foi um antigo coronel da guarda nacional. 

TEXTO - WIKIPEDIA


Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores