sábado, 25 de fevereiro de 2017

História do Barão de Jundiá


Barão de Jundiá fotografado por Alberto Henschel





Manoel Antônio Dias, pai de barão de Jundiá, teve em seu inventário realizado no cartório de Escada em 1869, um espólio em que constavam os seguintes bens: os engenhos Jundiá, Recreio e as benfeitorias do engenho Bosque, todos na freguesia da Escada. Ele casara duas vezes: a primeira com Maria da Anunciação, filha de Manoel Tomé de Jesus e de sua primeira mulher Teresa de Jesus Maria; e a segunda com Feliciana Teresa do Nascimento, filha de Antônio José dos Santos e de Feliciana Teresa do Nascimento. Do primeiro consórcio teve os seguintes filhos: Major Manoel Antônio Dias Júnior, Dr. José Cândido Dias, André Dias de Araújo “Barão de Jundiá”, Teresa Líbia de Jesus Ferreira, Francisca Maria da Anunciação Pontual (primeira esposa de Antônio dos Santos Pontual, o Barão de Frexeiras), Maria Higina da Anunciação (primeira esposa de João Félix dos Santos) e Ana Joaquina da Anunciação (casada com João Francisco de Arruda Falcão). Do segundo casamento, teve dois filhos: Manoel Antônio dos Santos Dias e Feliciana.
André Dias de Araújo nasceu no dia 18 de dezembro de 1825 na freguesia da Escada. Em maio de 1844 foi nomeado capitão secretário geral da guarda nacional e nesse mesmo ano já era leitor da freguesia. Em 1949 foi eleito segundo suplente se juiz da paz do segundo distrito da freguesia e, em 1854, suplente de juiz municipal. Em 1855, suplente de delegado. Em 1867, o major André Dias foi nomeado coronel comandante superior da guarda nacional dos municípios de Santo Antão e Escada.
Foi nomeado cavaleiro da Ordem Imperial da Rosa e foi o primeiro e único barão de Jundiá, título concedido por decreto imperial do dia 8 de maio de 1880. Era usineiro e proprietário dos engenhos Jundiá, Noruega.
André Dias de Araújo casou no dia 23 de setembro de 1847 com sua prima-materna Francisca Joaquina de Jesus, filha do alferes José Gomes da Silva e de Maria José de Jesus. Dessa união, nasceram os seguintes filhos: Manoel Tomé Dias de Araújo, André Dias de Araújo (solteiro), José Dias de Araújo, José Dias de Araújo (2º), Maria Dias de Araújo, Francisca Dias de Araújo (casada com Gerôncio Dias de Arruda Falcão), Cândida Dias de Araújo (casada com João Hermínio de Oliveira), Eutália Dias de Araújo (casada com Manoel Tomé de Oliveira), Isabel Dias de Araújo (casada com Manoel Olímpio de Barros Costa), Teresa Dias de Araújo, Generosa Dias de Araújo e Amélia Dias de Araújo.

O barão de Jundiá morreu em 11 de novembro de 1889 no engenho Jundiá.




http://freguesiadaescada.blogspot.com.br/2015/12/15-os-dez-baroes-da-freguesia-da-escada.html

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores