quinta-feira, 31 de outubro de 2013

Índice de Confiança de Serviços recua pelo segundo mês consecutivo


O Índice de Confiança de Serviços (ICS), medido pela Fundação Getulio Vargas (FGV), caiu 0,2% de setembro para outubro. É a segunda queda consecutiva do indicador, que mede a confiança dos empresários do setor de serviços em relação momento atual e ao futuro.
A piora foi provocada pela baixa no otimismo em relação aos próximos meses, pois o subíndice de expectativas recuou 0,5%. A demanda prevista teve queda de 0,6% e a tendência dos negócios, de 0,5%.
Segundo a FGV, o percentual de empresas que preveem aumento da demanda no futuro próximo diminuiu de 43% em setembro para 42,6% em outubro, enquanto aquelas prevendo demanda menor passaram de 8,9% para 9,3%. Já a proporção de empresas que esperam piora da situação dos negócios ficou praticamente estável, ao passar de 42,4% para 42,2%. Mas aquelas que esperam piora aumentaram de 6,7% para 7,2%.
Por outro lado, a percepção dos empresários do setor de serviços sobre a situação atual melhorou 0,3%. O principal motivo para a alta do subíndice da situação atual foi o avanço de 5,9% do indicador que mede a satisfação com a situação atual dos negócios. A proporção de empresas que avaliam a situação atual como boa aumentou de 20,6% para 25,9%, enquanto a parcela das que a consideram ruim caiu de 18,7% para 18%.

Agência Brasil

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Seguidores